Growth Hacking no Brasil: a profissão do crescimento exponencial

Growth Hacking no Brasil: a profissão do crescimento exponencial 1
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin

Conferência online gratuita de Growth Hacking realizada pela Let’s Grow levanta debate sobre o futuro da profissão no país

Growth Hacking no Brasil: a profissão do crescimento exponencial 2

 

Foto: Banner Let’sGrow Conference 2018

O Brasil conta com um número limitado de profissionais especializados, porém há grande projeção de crescimento dada a ascensão de startups e empresas que têm investido em tecnologia e inovação. No Startup Ranking, por exemplo, o país ocupa a 10ª colocação com 1.043 empresas cadastradas. E como fazer para atender a demanda por experts no assunto? Disponibilizando cursos e programas de capacitação, como a proposta da Let´s Grow Conference 2018.

Tudo começou na Dropbox, empresa de tecnologia que desenvolveu uma plataforma de armazenamento em nuvem. Sean Ellis, na época gestor de marketing da instituição, ampliou em 15 meses e com investimento mínimo o número de cadastros do serviço de 100 mil para 4 milhões de usuários, colocando em prática uma ação de recomendações de usuários a amigos.

No ano seguinte, em 2010, Ellis cunhou o termo Growth Hacking,processo de experimentação rápida para identificar as formas mais eficientes de desenvolver um negócio – como a ação de referral marketing da Dropbox, responsável pelo crescimento da empresa em 3.900%.

“Há cinco pontos relevantes no Growth: levantar ideias, priorizar o que é mais importante, criar hipóteses, realizar testes rápidos e analisar os resultados.” afirma Giovanni Lucas, Growth Hacker da Stefanini, empresa multinacional brasileira da área de TI.

O Growth Hacker, profissional de perfil analítico, criativo, técnico e entusiasta de comportamento do consumidor, já faz parte da realidade nos departamentos de Comunicação, Marketing, Vendas e Produto de empresas estadunidenses, europeias e há poucos anos, as brasileiras. E como a profissão ainda é recente, esses países já contam com diversos cursos para preparar e educar especialistas, com a finalidade de inseri-los no mercado.

A Segunda Onda de Growth Hacking chega no país

Em março deste ano, Ronei Vinagre, um jovem Growth Hacker mineiro, iniciou uma jornada para criar o maior evento de Growth Hacking até então realizado no Brasil

“A vontade de começar algo focado na educação de profissionais é antiga, eu sempre almejei lançar uma escola online de comunicação, para formar comunicadores realmente capacitados no país. Mas depois que comecei a estudar Growth Hacking (2011) e lancei a Let’sGrow, consultoria focada em crescimento digital, a vontade de formar comunicadores transformou-se na ideia de desenvolver profissionais com alta capacidade na geração de resultados.” afirma o idealizador do evento.

Por ser online e gratuita, a Let´s Grow Conference 2018 possibilitou o acesso a qualquer participante com interesse no tema em diferentes níveis de conhecimento. Abordou táticas e metodologias aplicadas por grandes corporações, profissionais e times de Growth Hacking para alavancar o crescimento das mesmas, trazendo novas perspectivas e ferramentas para empresários, executivos e gestores de marketing.

As palestras foram transmitidas em 5 dias de evento, de 23 a 27 de julho, com a participação de 45 renomados especialistas nacionais e participações internacionais. Braulio Medina, Rafael Rez, Raphael Lassance, Felipe Spina, Rafael Damasceno, Rachel Paranhos, Marcelo Pimenta, Luísa Barwinski, Emília Chagas, Gabriel Costa e Vin Clancy foram alguns dos nomes que palestraram no evento. A seleção dos convidados foi pensada para que os temas atendessem todas as áreas de um time de Growth e públicos distintos, do participante que quer saber o que é Growth Hacking até o gestor que deseja implementar processos de crescimento no seu negócio.

“Fechamos uma grade de palestrantes bem estruturada, em um caminho que foi da teoria até a aplicação prática de processos, assim, os participantes poderiam tanto levar uma nova visão para dentro da empresa que representam como também consolidar uma estratégia em uma determinada área específica do crescimento do negócio.” esclarece Vinagre.

Na conferência de Gabriel Costa, Growth Manager da Resultados Digitais, que explorou o tema: “Antes de começar com os hacks: Como criar um time e processos de Growth“, por exemplo, foi enfatizado que “um processo de Growth bem estipulado faz a diferença dentro de uma organização, com ele é possível gerar insights e aprendizados consistentes para o crescimento”.

Os conteúdos mais acessados e comentados do evento foram retransmitidos no sábado (28) e no domingo (29), permanecendo por 24 horas no ar através do site do evento. Além dos conteúdos previamente gravados, o evento contou com 4 webinars durante a semana com alguns palestrantes convidados e a participação do público via chat em tempo real.

ALCANCE E IMPACTO

Cada palestra foi assistida em média por 1.500 a 2.000 pessoas, com taxa de engajamento média de 25% a 33% por dia. “Nós recebemos os melhores feedbacks que podíamos, tanto por parte dos palestrantes quanto do público. Além disso, muitas oportunidades de negócio, novas parcerias e também ideias para continuarmos construindo ainda mais valor para esse ecossistema que está apenas começando a crescer no Brasil.” reforçou o idealizador.

A segunda edição da Let’s Grow Conference já está confirmada para 2019. E em outubro deste ano acontecerá o lançamento da GROWTHTALKS, a primeira plataforma de “Content Store” brasileira com foco na geração de conteúdos de alto impacto no segmento de Comunicação, Marketing, Vendas e Negócios, uma proposta inovadora e disruptiva na direção do desenvolvimento e aprimoramento de profissionais realmente interessados nos resultados de seus negócios. A plataforma (que é quase uma rede social de conteúdos) contará tanto com cursos livres, webinars, entrevistas e palestras para quem deseja um aprendizado mais rápido, quanto com cursos avançados, workshops e documentários ministrados por profissionais renomados de marcas parceiras.

Contratações e mudança de mindset

Como as empresas vão começar a considerar as contratações de profissionais ou realizar o fechamento de novos negócios no segmento? Ronei explica: “Acredito que baseado na experiência que elas possuem com a obtenção de soluções para geração de resultados nos seus antigos trabalhos ou projetos. A tendência é que observem apresentações de dados e experiências reais com resultados anteriores. Uma consciência que precisamos ter, como profissionais e empreendedores, é que o mais importante em todo esse processo é a satisfação dos nossos clientes e usuários, e isso possui um peso enorme, se você não entrega o melhor conteúdo, o melhor produto, com uma proposta de real valor, dificilmente você consegue resultados sólidos e constantes.”

As referências também são cruciais para o momento de defender uma cultura Growth Hacker em uma empresa. É necessário exibir cases de sucesso atuais de outras instituições, além de apresentar o mindset de gerar mais resultados gastando menos, desenhando estratégias inteligentes de forma enxuta e que possam alcançar mais clientes com menos esforços. Para isso, há alguns caminhos sugeridos:

  • Implantar mudanças em sua própria função na empresa, mostrando as diferenças em seus resultados e propor a mesma ação em outros setores;
  • Relacionar e apresentar cases relevantes em nichos correlacionados, atestando o crescimento exponencial de outros negócios sem precisar mudar drasticamente o modelo;
  • Convencer colegas de que a mudança deverá começar com eles, gerando mais valor internamente para construir valor externamente.

Uma vez que os líderes de cada setor percebam a necessidade desse movimento de mudança, a segunda ação mais pertinente é fazer com que entendam a necessidade de praticar a diferenciação no mercado, vendendo propostas de valor e transformação para a vida dos clientes, o que vai muito além de simplesmente entregar produtos e serviços. Esse é o grande desafio e a melhor forma de se fazer um projeto ou solução crescerem de formas exponenciais.

***

O evento contou com a venda de um pacote exclusivo para membros, o Arsenal Growth Master. Este conteúdo faz parte da GROWTHTALKS, plataforma citada no artigo e conta com mais de 200 horas de ensinamentos práticos. As vendas foram fechadas após o evento e tem previsão de abertura após o lançamento da Growflix.

ARSENAL GROWTH MASTER: Pacote que reúne as 45 palestras transmitidas no evento, 5 cursos (incluindo o de Sean Ellis, o pai do Growth Hacking), materiais e documentos de valor e mais 3 eventos gravados. Compre aqui.

Para maiores informações, entre em contato com o Ronei Vinagre, que gentilmente deixou os seus contatos disponíveis para todo o público:

[email protected]
(35) 9 9218-3411

Artigo da Jornalista Carolina Felipe da Silva.

Fontes: ABStartups, Startup Ranking, SEBRAE, GrowthHackers.com e Entrepreneur.com.

Growth Hacking no Brasil: a profissão do crescimento exponencial 3

Website: https://letsgrowconf.com